Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos
» Duvidas, Sou Nova Aqui!
Qua Dez 09, 2015 8:13 am por Vanessa

» Pedido de informação
Ter Dez 08, 2015 5:46 am por Vanessa

» CHOW CHOW EM APARTAMENTO
Ter Dez 08, 2015 5:45 am por Vanessa

» Padrão da Raça
Ter Dez 08, 2015 5:35 am por Vanessa

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Patrocinadores
www.maiapet.com - tudo para o seu animal de estimação!!!

O Samoiedo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O Samoiedo

Mensagem por Deboravieira em Qua Fev 06, 2008 1:09 pm

ESTALÃO DA RAÇA


País de Origem

Russia

Nomenclatura

Grupo 5 (cães de tipo spitz e de tipo primitivo)

Secção 1 (cães nórdicos de trenó)

Nome

Samoiedskaïa Sabaka

Aspecto Geral

De tamanho médio e elegante, é um spitz do Árctico. A sua aparência dá a impressão de poder, endurance, charme, flexibilidade, dignidade e auto-confiança.

Proporções importantes

O comprimento do corpo é aproximadamente 5% maior do que a altura ao garrote. A profundidade do corpo é ligeiramente menos de metade da altura ao garrote. O chanfro é aproximadamente do comprimento do crânio.

Comportamento e Temperamento

Amigável, aberto, alerta e vivo. O instinto de caçador é muito fraco. Não pode ser tímido nem agressivo. Muito sociável e não serve como cão de guarda.

Cabeça

Possante e em forma de cunha.

Crânio: largo e plano.

Stop (chanfro nasal): bem marcado e com um sulco muito leve entre os olhos.

Nariz: bem desenvolvido, e de preferência preto. Durante alguns períodos do ano pode alterar-se para o chamado "nariz de Inverno", no entanto tem de haver sempre uma pigmentação escura na orla do nariz.

Focinho: forte e alto, de comprimento quase igual ao do crânio e estreitando-se gradualmente até ao nariz, mas sem ser afilado ou quadrado. A cana do nariz é direita.

Lábios: de cor preta e um pouco grossos.

Pescoço

Forte, de comprimento médio e com um porte orgulhoso.

Corpo

Ligeiramente mais comprido do que a altura ao garrote, forte e compacto mas ágil.

Cauda

Inserção bastante alta. Quando o cão está atento ou em acção, a cauda enrola-se para diante sobre o dorso ou para o lado. Quando o animal está em repouso, pode estar pendente, chegando então aos jarretes.

Membros

Anteriores: bem implantados e musculados, com ossos fortes. Vistos de frente são aprumados com os cotovelos junto ao corpo.

Posteriores: vistos por trás são aprumados, paralelos e com músculos muito fortes.

Andamentos

O Samoiedo é um trotador. O andar deve ser solto e enérgico; os membros dianteiros têm uma boa extensão e os traseiros dão uma boa propulsão.

Pelagem

Pêlo muito espesso, flexível e denso. O Samoiedo tem pêlo duplo: um subpêlo curto, macio e denso; através do subpêlo crescem pêlos mais compridos, direitos e duros, que formam a camada exterior. Deve formar uma juba à volta do pescoço e dos ombros, dando destaque à cabeça, sobretudo nos machos. É curto e liso no exterior das orelhas, na cabeça e na parte da frente dos membros. A parte de dentro das orelhas é muito peluda; nos espaços interdigitais deve haver pêlo de protecção. A cauda deve ser abundantemente revestida. Na fêmea, o pêlo é mais curto e macio que no macho.

O pêlo com uma textura correcta deve apresentar um brilho com reflexos prateados.

Cor

Branco puro, nata ou branco e creme (fundo branco com manchas cremes que em caso algum devem fazer com que a cor global pareça bege)

Tamanho

A altura ideal (ao garrote) é de 57 cm, com 3 cm para mais ou para menos nos machos e, de 53 cm, com 3 cm para mais ou para menos nas fêmeas.

Defeitos

Faltas: qualquer desvio dos seguintes pontos (deve ter-se em conta a gravidade do desvio); falta de estrutura, ossatura ligeira, machos sem aspecto de machos e fêmeas sem aspecto de fêmeas, mordedura em pinça, olhos amarelos, orelhas dobradas, costelas em barril, cauda com duplo gancho, atarracado, membros arqueados ou jarretes de vaca, pêlo ondulado ou comprido, mole e caído, animal apático.

Faltas sérias: áreas claramente despigmentadas no rebordo dos olhos ou lábios.

Faltas desqualificativas: olhos azuis ou de cores diferentes, prognatismo superior ou inferior, orelhas caídas, cor do pêlo diferente das permitidas pelo estalão, natureza medrosa ou agressiva.


Outros dados interessantes

Peso: 23 a 30 kg

Esperança de vida: 12 a 15 anos

Convivência com os donos: Muito carinhoso, tanto com as crianças como com os adultos

Tolerância perante estranhos: Muito boa

Relação com outros cães: Boa

Memória: Extraordinária

Olfacto: Muito bom

Reacção perante situações imprevisíveis: Actua com rapidez, por vezes com atitudes que surpreendem os próprios donos

Aptidões: Excelente cão de trenó e de pulka

Necessidade de espaço: Pouco, desde que dê o seu passeio diário

Alimentação: 200 a 500 g diárias de ração seca

Grooming: Escovadelas regulares

Custo de manutenção: Médio

Fonte: http://www.samoyedosdealamak.web.pt/estalao.htm
avatar
Deboravieira
Chowzinho
Chowzinho

Idade : 34
Data de inscrição : 15/01/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Samoiedo

Mensagem por Deboravieira em Qua Fev 06, 2008 1:10 pm

Características e Temperamento

Sempre que se analisa um Samoiedo, seja com que objectivo for, deve ter-se em mente a situação muito particular em que esta raça se desenvolveu.

Durante muitos séculos, sob condições climatéricas extremamente rigorosas que os obrigava a uma vida de isolamento quase total relativamente a outras comunidades, homens e cães estavam condenados a partilhar tudo: trabalho, casa, alimentos, defesa. Esta interdependência
ue meter o dedo até tocar na pele.


Vicky de Alamak (Campeã de Portugal)

Com efeito, estas tribos não permitiam que os seus cães cruzassem com os lobos ou com os cães de outras tribos e, assim, se não realizaram uma verdadeira selecção, pelo menos contribuíram para a fixação de um tipo.

Só há uma raça Samoiedo. As espécies pequenas de cães, vendidos por vezes como miniaturas de Samoiedos, são híbridos, que em nada podem ser comparados a um Samoiedo. O Samoiedo não está aparentado com qualquer outra raça. Ele sempre se reproduziu entre si e sempre mostrou o seu traço característico de constituição e temperamento. Ele não tem igual.


Características - Fisicamente, é o melhor concebido de todas as raças nórdicas.

Tem uma camada dupla de pêlo muito maior que os seus primos. O seu pêlo comprido e branco-prateado de protecção, é rijo e repelente de terra e água. A neve não se consegue amontoar sobre o pêlo e o cão consegue sacudi-la facilmente. O pêlo comprido de protecção mantém-se firme e deve manter-se espetado. O pêlo interior (subpêlo) é lanoso e durante o Inverno é tão espesso que não se consegue meter o dedo até tocar na pele.

O pêlo não deita cheiro a cão. O único cheiro que o Samoiedo tem é um aroma almiscarado que é produzido entre as almofadas dos dedos dos pés, e que lhe serve para assinalar o caminho.

Os profundos olhos castanhos estão colocados por detrás de umas pálpebras pretas de forma amendoada que reduzem o efeito do brilho da neve.



Os pés estão desenhados de forma a que os dedos se estendam para fora, como se fossem sapatos (raquetas) de neve, e têm uma quantidade muito densa de pêlo entre as almofadas dos dedos como forma de evitarem a acumulação de gelo. Este pêlo serve também para dar tracção nas superfícies geladas e escorregadias.

A cauda curva é usada para cobrir o nariz durante o tempo extremamente frio, actuando como um pré-filtro para aquecer e humidificar o ar que inspira.

O peito é em forma de "V" pronunciado de maneira a suportar a sua forte musculatura. O esqueleto é muito mais pesado do que seria de esperar para um cão do seu tamanho, de forma a suportar os músculos que lhe dão a força para rebocar cargas pesadas. Contudo, não é tão maciço que não seja rápido e ágil.

Temperamento - Se o clima e as funções que ao longo dos tempos lhe foram sendo atribuídas influenciaram a morfologia do Samoiedo, também o seu relacionamento social com as tribos que os criaram marcou definitivamente o seu temperamento.

A sua vida caseira no passado reflecte-se no carácter de hoje.
Ele dormia com os donos e com as crianças. As tendas (chooms) eram também o seu lar. Eles faziam parte da família. Por isso, acorrente-o, ignore-o ou mantenha-o afastado da família e vai ter um problema muito sério para resolver. Dê-lhe afecto, conquiste-lhe o respeito, leve-o a passear, deixe-o partilhar a sua casa e a sua vida, e trará ao de cima as características muito especiais que esta raça possui.


Chatuska (Campeã de Portugal)

O Samoiedo é um cão muito alegre, expressivo, vigilante, inteligente e cheio de energia.
O estalão inglês caracteriza-o de uma forma simples e ao mesmo tempo magnífica quando afirma «Displays affection to all mankind». Os americanos dizem que é o cão «with Christmas in it's face».
A alegria é mostrada pelo brilho nos olhos e, a curvatura para cima nos cantos da boca dão-lhe o bem conhecido "sorriso de Samoiedo".

A inteligência do Samoiedo pode ser um desafio para o dono. A adoração que sente pelo ser humano é a única maneira de controlar a sua independência. Ele é um cão muito ciumento e que requer (exige) a sua atenção a todo o momento. Ele é capaz de fazer todas as suas vontades só para ter a sua atenção.

Muita gente pergunta porque é que tantos proprietários de Samoiedos têm imensos problemas com os seus cães, enquanto que outros vivem numa perfeita harmonia. A resposta está na maneira de lidar com eles. Nunca de uma forma brusca ou agressiva, apenas e só, com compreensão, carinho e respeito mútuo. O Samoiedo tem uma maneira de ser muito própria. Respeite-a e ele fará tudo por si.
O Samoiedo pode ser a raça mais fácil de treinar, ou a mais difícil de controlar. Tudo depende de como tratar a situação.



No passado o Samoiedo dependia de si mesmo. Ele aprendeu a tomar decisões e a trabalhar independentemente do homem, para a sobrevivência do próprio homem. Foi esta independência e noção de responsabilidade que eles transmitiram aos seus descendentes de uma forma tão forte, que ainda hoje rege o temperamento da raça.

Por isso não se surpreenda se ele sair disparado atrás de um coelho apesar das suas ordens em contrário: o seu instinto de caçador ainda é muito forte.

Não se surpreenda se vir um Samoiedo com o nariz no ar a seguir uma pista: no gelo não existem odores. Para ele qualquer cheiro é uma novidade. Nem se vê um Samoiedo aparentemente distraído e sem ligar ao seu chamamento: está habituado aos grandes espaços e portanto voltará.

Não se surpreenda se vir um Samoiedo defender até ao fim algo de pouco valor ou o seu dono: ele sabe o importante que são o pouco e a amizade, quando não se tem nada.

Não se surpreenda de ver um velho Samoiedo que ainda brinca como se fosse um cachorro: as crianças gostam assim.

Não se surpreenda por ver o seu Samoiedo responder de imediato ao ser chamado por um estranho: ele está habituado a receber e dar carinho a toda a gente.

Não se surpreenda por ver o seu Samoiedo saudar as visitas da sua casa como o faz consigo: para ele, a hospitalidade é uma atitude natural, já que, na sua terra natal, negá-la a um recém-chegado podia significar condená-lo a morrer de frio.

Não se surpreenda com nada. O Samoiedo é capaz de tudo. As tribos da Sibéria fizeram-no assim. Aceite-o como é.

Se quer um cão para estar na varanda ou preso no quintal, que não exija constantemente a sua atenção e carinho e que acate todos os seus desejos sem pestanejar, escolha outra raça. Mas, se estiver disposto a dar-lhe o seu tempo e amor, receberá o maior tesouro que quem gosta de cães pode ter. Ser adorado por um.

Fonte: http://www.samoyedosdealamak.web.pt/caract.htm
avatar
Deboravieira
Chowzinho
Chowzinho

Idade : 34
Data de inscrição : 15/01/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Samoiedo

Mensagem por Deboravieira em Qua Fev 06, 2008 1:11 pm

SABIA QUE...
(Curiosidades bastante curiosas!! Wink )

As tribos da Sibéria eram extremamente afáveis, bondosas e calmas, mas, em toda a sua vida nunca tomavam banho.

Em caso de necessidade, eram as mulheres quem amamentava os cachorros.

Os cães usados nas expedições e que foram adquiridos às tribos mais a ocidente eram frequentemente pintalgados de preto ou castanho. Contudo, o russo Alexander Trontheim, que era quem comprava os cães para a maioria dos exploradores estrangeiros, costumava comprá-los entre as tribos que habitavam o noroeste da Sibéria. Estas tribos só criavam cães de cor branca, creme ou biscoito.

O pêlo do Samoiedo (mais propriamente o subpêlo) tem a particularidade de se poder fiar e tecer, sendo muito parecido com o "angorá". Por isso usava-se, e ainda se usa, para fazer peças de vestuário.


A menção mais antiga da raça parece ter sido um anúncio publicado em 1891 que dizia «Cães brancos de trenó, maravilhosos, muito meigos e afectuosos. Parecem pequenos ursos polares. Pêlo e cauda espectaculares. Muito raros. Pais importados».

A primeira vez que um Samoiedo foi apresentado numa exposição canina, onde foi oficialmente apresentada a raça, foi em 1893 em Leeds (Inglaterra), tendo participado na classe "Cães estrangeiros".

A primeira descrição escrita sobre a raça foi feita por Kilburn-Scott no livro "Foreing Dogs and Various".

O primeiro estalão oficial do Samoiedo foi adoptado em Inglaterra em 1909.

Sabarka, o primeiro Samoiedo a ser levado para Inglaterra era de cor castanha clara (chocolate).

Pedro, um Samoiedo totalmente negro, era neto de Sabarka e de Whitey Petchora (outro dos primeiros Samoiedos a chegar a Inglaterra, e que era de cor bege).


Em 1901, do cruzamento de Whitey Petchora com Musti (um macho descrito como sendo de cor branco-neve) nasce pela primeira vez em Inglaterra uma ninhada de cachorros completamente brancos.

O primeiro Samoiedo a ser proclamado campeão da raça foi o macho Olaf Oussa, vencedor em 1905 do Challenge Certificate.

Por terem vivido sempre junto dos seres humanos, os Samoiedos desenvolveram uma invulgar capacidade para se aperceberem dos seus estados de espírito. Por isso, e aproveitando a sua verdadeira adoração pela humanidade, nalguns países são utilizados em visitas a lares de idosos e a hospitais.

Por serem animais com um temperamento absolutamente equilibrado, muito sociáveis, disciplinados e terem uma verdadeira paixão por crianças, o Samoiedo é muitas vezes utilizado no tratamento de crianças com problemas psíquicos ou afectivos.

Nunca, seja por que razão for, deve bater num Samoiedo.
Repreendê-lo num tom de voz alto ou recusar-se a fazer-lhe festas, é mais que suficiente para o castigar.

Fonte: http://www.samoyedosdealamak.web.pt/sabia.htm
avatar
Deboravieira
Chowzinho
Chowzinho

Idade : 34
Data de inscrição : 15/01/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Samoiedo

Mensagem por LucyChumi em Qua Fev 06, 2008 4:37 pm

Muito porreiro Debora

Boa informaçao.

Grandes peludos I love you

Beijinho miga
avatar
LucyChumi
Administrador
Administrador

Idade : 34
Localização : Santa Maria da Feira
Data de inscrição : 15/01/2008

http://chow-chow.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Samoiedo

Mensagem por maiapet em Dom Jul 20, 2008 3:07 pm

Boas,

Realmente são excelentes cães de companhia.
Será uma das minhas opções caso um dia venha a ter um animal.
Já por diversas vezes tive o prazer de estar em contacto com alguns exemplares e a postura, temperamento são do melhor que já vi no que diz respeito ao convivio com as pessoas.
Tenho um filho de 4 anos, e até à data foi a uma cadela desta raça que o vi a dar um abraço.
Isso, disse-me imenso sobre estes cães.

Cumprimentos

maiapet
Chow Bébé
Chow Bébé

Data de inscrição : 19/06/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Samoiedo

Mensagem por Aliraza351 em Qua Jan 07, 2015 1:38 am

Sou nova aqui no fórum, ganhei um chow chow ontem e já faz 24 hs que ele não está querendo comer e nem beber água, ele quando quer beber água ele vai para o banheiro beber no box, mais tbm é raramente, desde que chegou ele dormiu mt é normal???, ele tem apenas 1 mês. O que eu faço, ofereço outro tipo de comida a ele??? estou com medo de que ele fique fraco. Me ajudem meus novos amigos estou ficando desesperada.

Aliraza351
Chow Bébé
Chow Bébé

Data de inscrição : 07/01/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Samoiedo

Mensagem por Sansoni7 em Qua Jan 14, 2015 12:49 am

Aliraza351 escreveu:Sou nova aqui no fórum, ganhei um chow chow ontem e já faz 24 hs que ele não está querendo comer e nem beber água, ele quando quer beber água ele vai para o banheiro beber no box, mais tbm é raramente, desde que chegou ele dormiu mt é normal???, ele tem apenas 1 mês. O que eu faço, ofereço outro tipo de comida a ele??? estou com medo de que ele fique fraco. Me ajudem meus novos amigos estou ficando desesperada.
Um mês?!
Foi retirado da mãe...demasiado cedo. Provavelmente vai ter que o amamentar tal como fazia a mãe....
avatar
Sansoni7
Chow Veterano
Chow Veterano

Idade : 55
Localização : Porto
Data de inscrição : 30/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Samoiedo

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum